A AAPC tem vários serviços de apoio ao doente oncológico e aos seus familiares.

Todos os serviços prestados são gratuitos.


MARCAR ATENDIMENTO

1.Apoio Social

O Apoio Social na AAPC assenta num modelo de intervenção individualizado e personalizado, onde se prioriza as necessidades e carências de cada utente.

É no primeiro atendimento, de acolhimento, onde é elaborado o diagnóstico das necessidades do doente, que posteriormente é encaminhado e inscrito nas várias valências disponíveis.

Para o efeito, é sempre necessário um documento comprovativo do diagnóstico clínico de doença oncológica, assim como o documento de identificação individual.

Marque o seu atendimento social através d 932 306 726 ou 229 519 130.

O Gabinete Social, após diagnosticada carência económica através dos documentos solicitados que a comprovam, inscreve o doente e respetivo agregado familiar na valência de Apoio Alimentar.

Esta ajuda é composta por um cabaz com alimentos para confecionar e consumir no domicílio, e tem uma periodicidade de entrega mensal.

Paralelamente, a AAPC estabeleceu um protocolo com o POAPMC (Programa Operacional de Apoio a Pessoas mais Carenciadas), com o qual supre a carência alimentar de cerca de 50 pessoas do Concelho de Matosinhos, sinalizadas pelo Instituto de Solidariedade e Segurança Social.

A gestão do Banco de Ajudas Técnicas está sob a responsabilidade do Gabinete Social, que através de um sistema de empréstimo gratuito e sem termo, responde de forma rápida e eficaz às necessidades dos doentes, que, quer numa fase mais avançada da doença, quer numa situação pontual e por curto período de tempo, necessitam de equipamentos hospitalares (camas articuladas, cadeiras de rodas, colchõea anti-escaras, cadeiras sanitárias e higiénicas) essenciais para melhorar a sua qualidade de vida.

Articulamos de forma regular com os Gabinetes de Serviço Social das Unidades Hospitalares e Centros de Saúde do Distrito do Porto, que sistematicamente recorrem aos nossos serviços para encaminhar doentes e responder às suas necessidades.

Disponibilizamos gratuitamente fraldas geriátricas e próteses capilares aos utentes que necessitam.

Para verem salvaguardados os seus direitos, os doentes oncológicos devem ser submetidos a uma Junta Médica, onde lhes é conferido o seu grau de incapacidade. O Atestado Médico de Incapacidade Multiusos é emitido pelo presidente da referida Junta Médica.

Os doentes oncológicos recém-diagnosticados (após abril de 2021) beneficiam de um regime transitório para a emissão do Atestado Médico de Incapacidade Multiusos. Este documento é emitido pelo médico especialista do hospital de diagnóstico/tratamento (diferente do médico assistente), não sendo necessária Junta Médica.

Será atribuído um grau mínimo de incapacidade de 60%, pelo período de 5 anos. Para obter o atestado pela primeira vez, ou para efeitos de reavaliação da incapacidade, o doente deve: 
1. Dirigir-se ao centro de saúde da área de residência ou naquele em que está inscrito.
2. Apresentar um requerimento de avaliação de incapacidade dirigido ao adjunto do delegado regional de saúde, que deverá ser preenchido pelo médico de família.
3. Anexar ao requerimento todos os relatórios médicos e exames que fundamentam o pedido de emissão do Atestado Médico de Incapacidade Multiusos.

Em situações em que a deficiência ou a incapacidade do doente condicionam gravemente a sua deslocação, existe a possibilidade de um dos elementos da Junta Médica se deslocar à residência para o exame de avaliação de incapacidade. Para o efeito, o médico da família deverá aconselhá-lo e encaminhá-lo.

Após a emissão do Atestado Multiusos, com grau de incapacidade igual ou superior a 60%, o doente oncológico poderá usufruir dos seguintes direitos: 

  • Isenção das taxas moderadoras 
  • Transporte para consultas e tratamentos, caso esteja fisicamente incapacitado de se locomover, ou em comprovada insuficiência económica. Para tal, deverá ser emitida uma credencial de transporte por parte do médico assistente, no hospital de acompanhamento.
  • Benefícios fiscais em sede de IRS, que deverão ser requeridos na Repartição de Finanças
  • Benefícios mo crédito à habitação, contratados e negociados diretamente com a entidade bancária
  • Benefícios no arrendamento 
  • Isenção no imposto sobre veículos e imposto único de circulação (a viatura terá que estar registada em nome do doente)
  • Isenção do pagamento do IVA para a aquisição de triciclos, cadeiras de rodas (com ou sem motor), automóveis ligeiros de passageiros ou mistos para o uso próprio
  • Benefícios nas conta poupança-reforma
  • Comparticipação na medicação oncológica não fornecida pelo hospital 
  • Comparticipação nas despesas com próteses ou outros produtos de apoio
  • Medidas de estímulo ao emprego, nomeadamente redução da taxa contributiva a cargo da entidade empregadora


    Apoios da Segurança Social
  • Proteção na doença
  • Este subsídio destina-se a compensar a perda de remuneração em consequência da incapacidade temporária para o trabalho, sendo comprovada pelos serviços de saúde competentes do SNS através do Certificado de Incapacidade Temporária. O período máximo de concessão do subsídio de doença é de 1095 dias, ou 365 dias, consoante se trate, respetivamente, de trabalhadores por contra de outrem ou independentes.

  • Proteção especial na Invalidez
  • Pensão de Invalidez- o doente oncológico deverá dispor de 3 anos de remunerações, seguidos ou interpolados, e fazer prova, através de 3 anos de remunerações, seguidas ou interpoladas, e fazer prova, através de junta médica que está incapacitado para o exercício de atividades profissionais.

    Pensão Social de Invalidez- todos os doentes oncológicos que não se encontram abrangidos por qualquer regime contributivo e não aufiram rendimentos de qualquer natureza (ou caso aufiram, estes sejam inferiores a 40% do valor indexante de apoios sociais, ou a 60%, tratando-se de um casal.

    Complementos por Dependência- atribuído a pensionistas dos regimes da segurança social que se encontrem dependentes de terceiros.

  • Prestação Social para Inclusão
  • É uma prestação atribuída a pessoas com um grau de incapacidade igual ou superior a 60%, com idade inferior a 55 anos aquando o diagnóstico da doença, ainda que a certificação seja emitida após essa idade.

O PSI é constituído por 3 componentes:
1. A Componente Base destina-se a compensar os encargos gerais acrescidos que resultam da situação de deficiência, tendo em vista promover a autonomia e inclusão social do doente.
2. O Complemento tem como objetivo combater a pobreza das pessoas com deficiência.
3. A Majoração visa compensar encargos específicos resultantes da situação de deficiência.

2.Apoio Psicológico

As consultas de Psico-oncologia estão disponíveis para os doentes oncológicos e respetiva família/cuidadores e este atendimento pode ser proporcionado presencialmente ou de forma online (através de plataformas digitais).

A consulta de Psico-oncologia tem como objetivo principal auxiliar o doente oncológico na adaptação à doença e prevenir eventuais repercussões negativas da doença no funcionamento psicológico em diferentes fases da doença.

Efetivamente, este serviço pretende atuar na prevenção, avaliação e intervenção em potenciais quadros clínicos frequentemente associados à doença oncológica como é o caso da depressão, da ansiedade e do sofrimento emocional.

Para além disso, este alarga a sua atuação no sentido de proporcionar a compreensão, informação e o suporte durante todo o processo da doença.

A intervenção psicológica é cada vez mais uma questão pertinente no domínio da Oncologia e ser acompanhado por um Psicólogo neste tipo de acontecimento, traz inúmeros benefícios tanto para o doente/família como para a própria eficácia do tratamento.

Para marcação de consulta através do 229 519 130 ou 932 306 726.

Para além da consulta de Psicologia, também desenvolvemos palestras e workshops sobre variados temas, alguns destinados especificamente aos doentes oncológicos e outros abertos à comunidade.


Descrição do projeto

Entendemos que enquanto associação temos o dever de estarmos atentos às necessidades dos doentes oncológicos e dispor soluções para estas. Proporcionar à comunidade a oportunidade de aceder a serviços de cuidados de saúde mental de forma gratuita mais perto da sua residência, é a razão pela qual este projeto foi criado.

Tem como principal função fornecer apoio psicológico especializado à população oncológica, visto ser uma população com necessidades psicossociais diferentes de outro tipo de público.
Para fornecer este apoio desenvolvemos protocolos de colaboração com as juntas de freguesias pertencentes a diferentes concelhos.

Objetivos do projeto

A ideia central é criar Gabinetes de Apoio a Pessoas com Cancro (GAPC) e temos como objetivos:

-Desenvolver palestras/ações de sensibilização em cada junta de freguesia parceira;
-Realizar consultas de Psico-Oncologia e/ou terapia de grupo com periodicidade semanal;
-Aumentar o nível de qualidade de vida dos doentes oncológicos;
-Diminuir o sofrimento emocional, sintomas depressivos e ansiosos dos doentes oncológicos;
-Aumentar o nível de satisfação com a vida e de suporte social dos doentes oncológicos.

Atuais parceiros

Neste momento, a AAPC estabelece protocolo de colaboração com a Junta de Freguesia de Vila do Conde, com presença semanal, às quintas-feiras das 14:00h-17:00h.


A Educação para a Saúde consiste em transmitir informação adequada ao indivíduo, tendo em vista a promoção da saúde e prevenção da doença.

Nesse sentido, no âmbito da Educação para a Saúde a AAPC realiza sessões que pretendem sensibilizar a comunidade para a aquisição de hábitos de vida mais saudáveis e de prevenção do cancro.

Estas sessões podem ser realizadas em parceria com:
-Escolas
-Empresas
-Outras instituições

Pretendemos com estas sessões:
-Promover conhecimentos na temática do cancro e assim aumentar a literacia em saúde, especialmente no que diz respeito ao cancro;
-Desmistificar crenças erradas associadas à doença oncológica;
-Elucidar a comunidade para a importância da prevenção do cancro;
-Divulgar medidas de prevenção do cancro;
-Promover estilos de vida mais saudáveis.


Para mais informações ou agendamento de uma sessão pode-nos contactar através do 229 519 130 ou 932 306 726.

3.Apoio Complementar

As sessões de Arte-terapia decorrem uma vez por semana na AAPC e esta atividade consiste numa terapia de grupo que utiliza as artes plásticas como meio para recuperar ou melhorar a saúde mental do utente.

No caso em concreto da AAPC, esta terapia é direcionada para doentes oncológicos quer em fase de tratamento ou em fase de sobrevivência. As aulas de Arte-terapia são desenvolvidas por Dra. Susana Pires Duarte, com estudos na área do Design e formação especializada em Arteterapia e por Dra. Paula Oliveira, Psicóloga Clínica e da Saúde.

Benefícios:
-Melhoria da qualidade de vida;
-Diminuição do isolamento social proporcionando momentos de partilha de experiências de vida;
-Permite a expressão de sentimentos com recurso à arte;
-Melhora a adaptação à doença;
-Restituição da auto-estima e bem-estar.

O Reiki é uma terapia alternativa complementar de centralização da energia do corpo, através da imposição das mãos, que permite manter o equilíbrio e bem-estar do utente.

Na AAPC, o Reiki é realizado individualmente e tem como intuito o progresso da recuperação em doentes oncológicos.
Esta terapia ocorre todas as quartas-feiras no período da manhã e é destinada a todos os utentes inscritos na AAPC.
As sessões de Reiki são realizadas por um grupo de voluntários com formação grau II e com experiência na prática de Reiki superior a 2 anos.

Benefícios:
-Alívio de sintomas associados à doença;
-Diminuição dos níveis de stress e ansiedade;
-Promove o estado de relaxamento;
-Aumento do bem-estar espiritual.

A meditação é uma técnica de atenção plena, em que o indivíduo desenvolve competências de concentração, focando-se no momento presente.

Na AAPC, a prática meditativa é realizada em grupo, tendo como intuito o bem-estar dos participantes.
A prática da meditação melhora muitos aspetos da nossa vida, não é só uma simples técnica de autoajuda para lidar com o stress ou para desenvolvimento pessoal – é um caminho de autenticidade, de autoaceitação, de descoberta de nós e dos outros – e fundamentalmente um caminho de libertação.

Benefícios:
-Melhora as funções cognitivas;
-Reduz níveis de ansiedade e stress;
-Diminuição de pensamentos intrusivos;
-Melhora a qualidade de sono.

A dança trata-se de uma exteriorização criativa que tem como objeto central o corpo. Habitualmente a dança segue movimentos ritmados e coreografados, podendo ser seguido de música ou não.

As aulas de dança na AAPC são direcionadas para os nossos utentes e são realizadas uma vez por mês, com apoio de uma professora de dança.

Benefícios:

- Melhoria do funcionamento social e emocional;
- Aumenta a sensação de alegria e bem-estar;
-Permite a expressão de sentimentos;
-Maior consciência do corpo;
- Melhora o desempenho físico.

A Terapia Assistida por Cavalos é uma terapia realizada com a colaboração de cavalos, bem como de terapeutas especializados, com o intuito de auxiliar o tratamento de várias patologias, podendo ser aplicada desde crianças a idosos.

Na AAPC, esta terapia auxilia doentes oncológicos no trabalho das suas competências emocionais, tanto em fase de tratamento como de sobrevivência.
A Terapia Assistida por Cavalos é realizada em parceria com a Associação Equiterapêutica do Porto e Matosinhos (AEPM) e decorre uma vez por mês.

Benefícios:
-Promove bem-estar geral;
-Diminui o stress;
-Melhora a interação social;
-Diminui os níveis de ansiedade;
-Alivia as dores associadas à doença.

Pilates é um tipo de atividade física que tem como principal objetivo o aumento da agilidade corporal, bem como o fortalecimento e controlo dos músculos corporais.

Na AAPC, as aulas de Pilates são adaptadas às dificuldades e necessidades dos doentes oncológicos e realizadas por uma professora especializada na área. As aulas decorrem todas as terças-feiras na nossa sede.

Benefícios:
-Melhora a função dos membros superiores;
-Permite a conexão entre a mente e o corpo;
-Melhora a postura corporal;
-Diminuição da dor;
-Aumento da força muscular.

O Yoga do Riso é a prática simulada do riso sem motivo, até que este se torne real, através de movimentos corporais.

Na AAPC as aulas do Yoga do Riso são realizadas por uma terapeuta com formação nesta área, com o intuito de melhorar o humor em doentes oncológicos. Esta atividade acontece trimestralmente na nossa associação.

Benefícios:
-Melhora o bem-estar mental;
-Reduz o stress;
-Diminuição de sintomatologia física;
-Melhora o humor;
-Redução de insónias.

Nesta consulta são utilizados métodos menos invasivos, menos tóxicos e mais naturais que procuram a causa de sintomas combinando técnicas complementares cientificamente comprovadas e com muito bons resultados.

O objectivo é minimizar o desconforto provocado pela doença e/ou os sintomas colaterais decorrentes da mesma e seus tratamentos.

-Acupuntura

É um ramo da Medicina Tradicional Chinesa e um método complementar de tratamento segundo a OMS. Consiste numa estimulação neurológica, através de agulhas colocadas em pontos específicos do corpo, procurando o equilíbrio, a libertação e o controlo de substâncias envolvidas na patologia.

-Fitoterapia

A fitoterapia chinesa baseia-se na utilização de substâncias, geralmente vegetais ou minerais, preparadas em decocção e utilizadas para tratar.

-Ortomolecular

A nutrição ortomolecular centra-se na reabilitação celular através do equilíbrio químico do organismo em vitaminas, minerais, oligoelementos, aminoácidos, probióticos e coenzimas. Tem uma abordagem preventiva ou curativa.

-Massagem Manual

Seja através da massagem clássica, da drenagem linfática ou da massagem Tui Na chinesa, pretende-se, de uma forma geral, o alívio de tensões e dores musculares, a diminuição da ansiedade e uma melhoria na circulação sanguínea e linfática.

Benefícios:
-Diminuição da dor;
-Melhoria circulatória pos-operatória;
-Diminuição de sintomas associados a tratamentos, tais como: náuseas, vómitos, dores de cabeça;
-Melhoria do sistema imunitário;
-Diminuição de stresse com efeito no sono.

Testemunhos

A.A.P.C

Associação de Apoio a Pessoas com Cancro

Morada

Pct. João Villaret, nº 199

4460-337 - Srª da Hora - MTS

Contactos

Telefone: 229 519 130

Fax: 229 533 190

Enviar